A Prefeitura de Hortolândia começou, nesta quarta-feira (15/04), a confeccionar as máscaras de proteção individual utilizada por servidores municipais que trabalham na linha de frente do combate à disseminação do Coronavírus. O trabalho é realizado por cerca de 20 bolsistas do Programa Acerte (Ação Cidadã de Requalificação Trabalho e Educação), desenvolvido pela Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social. A produção acontece no CQP II (Centro de Qualificação Profissional) Costura & Moda, localizado na Rua Eleusina Batista Silva, 14, no Jardim Terras de Santo Antonio.

“Nesta etapa, temos o objetivo de confeccionar aproximadamente 210 mil máscaras. Deste número, 200 mil peças têm como base o tecido TNT, que permite que a máscara seja higienizada e utilizada novamente. Já as outras peças são de polipropileno, ou seja, descartáveis. Por enquanto, as peças serão distribuídas a todos servidores públicos que estão realizando trabalhos presenciais durante a pandemia do Coronavírus, além do munícipe que necessitar entrar em qualquer repartição pública”, explica o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Régis Athanázio Bueno.

Esta é mais uma ação da Prefeitura que visa contribuir com o combate à disseminação da doença. De acordo com a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, a linha de confecção das máscaras segue o padrão do Código Sanitário do Estado, com os bolsistas realizando a confecção das máscaras em dois turnos, com 10 pessoas em cada, respeitando a distância estabelecida e utilizando máscaras para proteção. Outro protocolo obedecido é do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial).

 De acordo com a Secretaria de Governo, na próxima semana, a meta é ampliar a produção com mais 20 pessoas atuando em outro espaço, totalizando 40 costureiros aprendizes na linha de produção. O objetivo é chegar a 100 pessoas confeccionando as máscaras para aumentar, ainda mais o número de peças produzidas em menos tempo.

“As máscaras são confeccionadas de acordo com a demanda, já que, por enquanto, há um número limitado de pessoas atuando na confecção. Ao abrirmos outro espaço, aumentaremos o número de bolsistas confeccionando. Estas máscaras não são usadas pelos profissionais da saúde. Para eles, continuamos comprando e fornecendo máscaras descartáveis. Estas que são confeccionadas pelos bolsistas do programa Acerte são direcionadas para os demais servidores públicos e para a população que necessita ir até as repartições públicas. Futuramente, além das máscaras de tecido TNT, queremos produzir peças de pano”, explica o secretário de Governo, Carlos Augusto César, o Cafu.

Programa Acerte

O Programa Acerte (Ação Cidadã de Requalificação Trabalho e Educação) é projeto social da Administração Municipal que envolve moradores de Hortolândia em vulnerabilidade social, com idades entre 18 e 60 anos. Graças à iniciativa, os participantes têm a oportunidade de aprender uma profissão e, na etapa prática da formação, confeccionar os kits de uniformes usados nas escolas municipais. Como contrapartida, os bolsistas recebem cesta básica, vale-transporte e bolsa de R$ 710/mês.

Confira abaixo os telefones disponíveis para informações e dúvidas sobre o Coronavírus em Hortolândia:

(19) 99976-2434

(19) 99929-8987

(19) 97171-5369

(19) 99976-2498

(19) 99976-2276

(19) 99920-3204

 #HortolândiaSolidária #FiqueEmCasa #Coronavírus